HERBÁRIO

HERBÁRIO DA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS (PAMG/EPAMIG) 

O Herbário da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (PAMG/EPAMIG) foi criado em 1973, com o objetivo de armazenar e preservar plantas, principalmente do estado de Minas Gerais, e dar suporte aos projetos de pesquisas da Empresa. Está registrado, desde 1979, no Index herbariorum com o acrônimo (sigla) PAMG. Em 2003 foi credenciado junto ao Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGEN) como fiel depositário de amostras do patrimônio genético nacional.

O trabalho desempenhado no Herbário tem apoiado os projetos da EPAMIG sobre levantamentos de solos, alimentação de ruminantes, bicudo-do-algodoeiro e as pesquisas com culturas tradicionais (Etnobotânica e Etnofarmacologia) e meio ambiente. Constam ainda do Herbário, levantamentos e avaliações sobre plantas tóxicas para bovinos, plantas daninhas nas diversas culturas, plantas medicinais, plantas forrageiras, plantas aquáticas, plantas ornamentais, fruteiras nativas, cobertura vegetal de vários municípios de Minas Gerais e uma carpoteca que conta com 1.700 acessos. 

Atualmente, o Herbário PAMG conta com um acervo de mais de 58.140 exsicatas (amostra de planta desidratada e colada em cartolina) e 1781 frutos na carpoteca.

O PAMG possui plantas coletadas em todo o estado de Minas Gerais, nas áreas cobertas por formações como Cerrado, Cerradão, Veredas, Matas Ciliares, Matas Secas, Campos Limpos, Campos Rupestres, Campos Antrópicos e, em menor escala, por aquelas da Mata Atlântica.